Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

13
Fev17

A liberdade dos outros termina onde a nossa começa

entrefraldaselivros

A vida dá muitas voltas. Dá voltas que nunca esperamos. Há encontros e desencontros, felizes ou menos felizes. É por isso que é a vida e é isso que nos amadurece.

Antes de escrever este texto procurei um chavão que me pudesse inspirar e acabei por encontrar um post de um outro blog que me dizia exactamente aquilo que eu queria transmitir.

(...)

"Os actos que praticamos têm sempre uma dupla consequência, primeiro na nossa esfera pessoal, em nós próprios e depois na esfera pessoal dos outros (que intimamente partilham a nossa vida).

Portanto qualquer que seja a consequência daquilo que fizermos e dissermos, boa ou má, terá sempre esta dupla face e afectará não só a nós, mas aos outros também. Coloca-se aqui a questão de perceber, até onde vai a minha liberdade em "fazer o que pura e simplesmente me apetece" se sei à partida que irei magoar a outra pessoa, ou que irá também sofrer a consequência dos meus actos.

"A minha liberdade termina, onde começa a liberdade do outro", este chavão sobejamente conhecido, afigura-se como uma Grande Verdade, não só na vida em sociedade, mas mais profundamente numa vida a dois...

 Quantas vezes é preciso ceder? Quantas vezes temos de reflectir sobre os nossos actos, se sabemos que esse alguém irá "pagar" por eles, bem mais caro do que nós próprios?

 De que valem os meus actos irreflectidos e desrespeitáveis, que me fazem sentir momentaneamente melhor, se depois, as consequências serão sofridas não só por mim, mas ainda mais pela contraparte?

 Se sabemos à partida que um terá de tomar uma decisão que trará consequências dramáticas para os dois, vestimos a armadura e ambos nos preparamos para a enfrentar. Mas se de repente, num acto de "puro umbiguismo" um se lembra de fazer qualquer coisa, sem "dar um aviso à navegação", fazendo com que o outro arqueie sofridamente com as consequências do seus actos, é completamente diferente."

 

Sou conhecida por ter sentimentos de um camião, por não ter papas na língua, por ser bruta mas também por ser um coração de manteiga, por ser a primeira a ajudar o meu amigo, a fazer de tudo o que posso para ajudar. Agora: só não me lixem, não mintam, nem façam esquemas. Aí vêem uma Ana diferente. Para além de magoada, fico num casulo. Uma coisa que aprendi nos últimos anos foi a dar valor a quem está ao meu lado, quem gosta de mim e de quem eu gosto, quem não me julga, quem aprecia a minha companhia. A minha família em 1º lugar, os meus amigos em 2º (tanto por uns como pelos outros, dou o mundo se conseguir). Mas todos os actos têm consequências... E o karma, esse sim, encarrega-se de tudo. O yoga e a maternidade trouxeram-me calma e sabedoria interior.

30
Ago15

Aniversários e coisas fixes!

entrefraldaselivros

Nem aos 31 perdemos a nossa identidade. E quem está à nossa volta conhece-nos bem. Ontem fiz anos, quando cheguei a casa dos meus pais tinha toda a gente à minha espera com os meus items preferidos. O meu unicórnio de estimação, que fez parte de chapéus para toda a gente e do bolos de anos e copos de papel de princesa, qual criança. Tinha o exterior da casa decorado com balões e cartazes e com os meus amigos e com a família. Não me sinto com a idade que tenho, de todo. Sinto-me bem e sinto-me nova. Adoro brincar com a minha filha às escondidas e aos legos, sentada no chão. Ainda esta semana fiz 2 furos nas orelhas porque a M. achou que ainda não estava na altura de fazer a ela própria. Não tenham medo de envelhecer, desde que não percam a identidade. É tão fixe.

20150829_181048.jpg

20150830_144140.jpg

08
Mai15

Convites que me são feitos

entrefraldaselivros

As meninas do Sweet Caos, que conheço há uns aninhos da maravilhosa rede social que é o Twitter, convidaram-me há já umas semanas a escrever sobre as alegrias da maternidade. 

Escrevi o texto logo (maldita mania da organização) e eles saiem pela ordem dos convites e aos domingos pelo que, no domingo sai o meu.

Estejam atentos ao blog e à ilustração, que já me arrancou umas boas gargalhadas 

 

 

19
Fev14

factos sobre mim

entrefraldaselivros

Alguns factos sobre mim:

Vi no neste blog esta ideia e copiei (Vanessa, roubei a ideia, sorry...)

 

#1

Sou extremamente pontual, odeio chegar atrasada seja ao que for, prefiro chegar adianta e esperar

 

#2 

Odeio esperar e odeio fazer esperar (contradições, eu sei)

 

#3

Tirei o curso que quis, contra todas as espectativas, Cinema vídeo e comunicação multimédia, que não me serve actualmente para nada.

 

#4

A memória mais antiga que tenho é de mandar as minhas chuchas todas pela janela do 5º andar onde morei, num dia de sol, nas traseiras de casa e de à tarde ir à procura delas, desesperada porque não conseguia dormir. Claro que não as encontrei.

 

#5

Não gosto de marisco. Nenhum tipo de marisco. Não que já tenha provado todos, aliás, só provei camarão e não gostei mas não consigo comer nenhum tipo de marisco.

 

#6

Tenho fobia a banhos de imersão. Não consigo de todo entrar numa banheira com água com mais de 10 centímetros de altura sem começar a entrar em pânico graças ao filme "Pesadelo em Elm Street".

 

#7

Sou adepta de filmes de terror.

 

#8

Apesar de adorar tatuagens e piercings e ter vários e ter sido dadora de sangue, sou extremamente medricas no que toca a agulhas.

 

#9

Nunca me quis casar. Sempre disse que não o faria até o meu marido me ter pedido em casamento em frente aos meus pais, old fashion way, de joelhos.

 

#10

A minha mãe é a mulher da minha vida e não o mostro vezes suficientes. Tem sido o meu suporte ao longo dos anos e, principalmente desde que fui mãe. 

 

#11

Aprendi a ser mãe com as minhas irmãs mais novas, que são mais novas que eu 8 e 12 anos e em quem confio quase cegamente.

 

#12

Tenho um conjunto de amigas muito próximo que considero praticamente irmãs e a quem conto tudo e com quem me aconselho diariamente.

 

#13

Sempre fui uma pessoa que adora oferecer prendas. Adoro ver a reacção das pessoas quando abre uma prenda minha.

 

#14

Gosto de entrar numa loja e poder comprar a primeira coisa que me salta à vista.

 

#15

Adorava comprar coisas para mim, até ter sido mãe. Quando a M. nasceu, essa veia fugiu um bocadinho mas está a voltar ao de cima.

 

#16

Praticamente não vejo televisão. Sigo todas as séries online.

 

#17

Consegui fazer o meu curso superior todo sempre sem ter aulas à 6a feira.

 

#18

Durante muitos meses andei à procura de “problemas” na minha filha. Porque pouco chorava, não teve cólicas e todos me diziam que isso não era normal. Porque todas as mães o fazem um bocadinho.

 

#19

Toda a vida afirmei que só queria ter um filho. Em particular, uma filha. Hoje digo que terei todos aqueles que a vida nos permitir. Ou então, ao segundo sai-me um bebé com cólicas, que não quer mamar, que não quer dormir, chorão – enfim, um bebé normal, e passa-me isso da ideia.

 

#20

Andei na natação e adoro nadar mas fico em pânico se nadar em sítios onde há rochas ou pedras.

 

#21

Sou a única dos meus irmãos com olhos claros (obrigada avó!)

 

#22

Também sou a única dos irmãos com cabelo encaracolado.

 

#23

Sei o meu número de BI de cor. E do meu pai, e da minha mãe. E o NIF e o do SNS. E as datas de aniversário de quase toda a gente à minha volta e até algumas coisas mais. E números de telefone também. Mas tenho uma memória de camarão para história.

 

#24

Detesto, abomino, odeio fazer exercício físico. É, com toda a certeza, hereditário (basta ver a genética).

 

#25

Antes de adormecer penso em dezenas de coisas que quero fazer no dia a seguir ou mesmo durante a semana e acabo por não fazer nada.

 

#26

Quando eu acabei o meu curso superior, a Universidade criou um gabinete de Provedoria do Estudante, graças a uma queixa minha à Inspecção do Ensino Superior.

 

#27

Tenho uma licenciatura acabada e uma meia licenciatura por causa do processo de bolonha.

 

#28

Antes de me deitar tenho sempre de ter uma garrafa de água ao meu lado, de pelo menos meio litro, cheia, senão não durmo.

 

#29

Quando decidimos casar, das poucas coisas que não abri mão foi mandar fazer uns ténis All Star à minha medida, todos brancos em pele, bordados com o nosso nome, que chegaram a portugal dias antes do casamento.

 

#30

Parte da minha família só soube que eu estava grávida de 6 meses no dia do meu casamento.

 

#31

Comecei a trabalhar com o meu pai, há 10 anos, quando ainda estava na faculdade, para ajudar a pagar a faculdade e porque ele precisava de alguém. No entanto, sou boa no que faço, apesar de não ter nada a ver com o meu curso.

 

#32

Quando é para reclamar com serviços ou com alguém, por norma, chamam-me a mim para ir à frente. Sou uma espécie de caterpilar humano.

 

#33

Sou orgulhosa QB. Quando sei que não tenho razão sou a primeira a admitir e a pedir desculpa e às vezes até o faço mesmo quando não tenho razão.

 

#34

Não consigo ficar chateada com alguém muito tempo. Não faz parte do meu feitio.

 

#35

Odeio que me falhem. É das piores coisas que me podem fazer. E é raro dar mais oportunidades.

 

 

E pronto, que me lembre, estas são algumas curiosidades acerca de mim... Quem me conhece já sabe isto de cor mas quem não me conhece fica a saber mais um bocadinho...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

O que estou a vender no OLX

Skin