Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

03
Jan19

Ano novo, vida nova?

entrefraldaselivros

Antes de mais nada, bom ano novo. Espero que se tenham divertido, com a devida moderação e responsabilidade que consideraram necessárias, entrando com os dois pés no novo ano.

Por aqui foi uma entrada calma, com os miúdos acordados e a bater panelas e bastante divertidos.

Agora vamos ao que importa. Resoluções para o novo ano. Aposto que quando comeram as passas pensaram em saúde, dinheiro, ferias paradisíacas, sexo, mais dinheiro, ser fit... o normal, para a altura.

O ano que acabou foi um ano que foi importante para mim. Foi o ano que decidi ter o 2º filho, que decidi submeter o meu corpo a mais uma mudança, sabendo o que isso ia implicar. O nosso Miguel nasceu, é lindo e saudável, ja está super brincalhão, e agora falta a mãe recuperar a forma física para que tudo fique bem e a 100%. 

Pode parecer uma frase idiota mas é a realidade. Estou um bocado longe da minha meta e esse é, sem duvida, um dos meus objectivos para os primeiros meses do ano. No entanto, não trocaria POR NADA, a decisão de ter engravidado. Acho que já disse aqui, não gosto de estar grávida, não acho que seja um estado de graça, não tem piada nenhuma, ficamos reduzidas numa quantidade de coisas durante uma quantidade de meses mas no fim, a verdade, é que de facto, compensa. Compensam as alterações hormonais, as mudanças de humor, o aumento de peso, a tristeza constante ou a alegria, a privação de tantas coisas...

Além de que sou da opinião que a maternidade nos traz uma espécie de imunidade no que podemos ou não dizer a terceiras pessoas. Ganhamos um “estatuto” porque já somos mães e somos responsáveis por uma vida, fazendo com que olhem para nós com outro olhar.

Deixei de me importar e perder tempo com quem não merece. Deixei de pensar em porquês. Deixei para trás assuntos que dificilmente o faria porque faz parte da minha natureza, esmiuçar a coisa.

Que venha 2019, cheio de força, que estamos aqui para o receber!

 

05
Jan17

2017 - um novo ínicio ou um continuar?

entrefraldaselivros

Bom ano malta!!!

Ainda não tinha tido tempo para passar aqui e deixar os meus mais sinceros votos de um óptimo ano a todos vós, agradecer por me lerem e seguirem e fazerem companhia desse lado.

Este ano a passagem de ano foi muito calma.

Tão calma que nem dei por ela. Às 00h lá batemos panelas, para alegria da Matilde, mas perto da 1am já estava na cama. Foi um bocado bittersweet.

Desejo-vos um ano completo de sucessos, para vocês e para mim, de ainda mais conquistas, de desejos realizados, de lágrimas (também precisamos), de gritos, de abraços. Tudo o que temos direito.

 

Vamos lá arregaçar as mangas e vamos a isto.

01
Dez14

Ufa!

entrefraldaselivros

Pronto! O aniversário já passou, com muita excitação.

 

A M. adorou. Acha que já é grande, como já tem "goi anos" e este ano já percebeu o conceito de cantar os parabéns queria sempre que se cantasse mais e mais e mais. Pela reacção dela quando entrou na sala e viu tudo decorado, acho que a tarefa foi superada com exito.

Agora é tentar que tenho outro drama. Tentar que a criança não me mande abaixo toda a santa bola da árvore de natal (já que ela achou tanta piada a elas e desatou a arrancar uma por uma). Ontem fiz a árvore (ela não m quis ajudar) mas tive que a tirar do lugar de destaque onde a tinha inicialmente posto dado que estava "muito à mão de semear".

Vamos lá ver até ao fim da semana que mais "dramas" temos.

Assim que conseguir ponho online fotos de alguns pormenores da festa dela. Praticamente tudo foi feito por mim. A avó da M. fez os salgados e a mousse e eu fiz tudo o resto, com excepção dos fantásticos bonecos dos Caricas que pedi ao meu afilhado para fazer em Jumping Clay, que ficaram brutais.

 Agora, preciso de férias para recuperar.... (parece que andei a programar isto durante meses a fiu. Ah, espera, até andei!)

01
Jan14

pós 2013 - já em 2014

entrefraldaselivros

O tão esperado 01/01/2014 já cá canta. E com isto devo dizer que por aqui não se notam grandes diferenças, se bem que ainda não saímos de casa.

A passagem de ano, aquela data que quando eramos mais novos fazíamos planos com tanta antecedência e que ansiávamos beber até cair, agora já não é bem assim. Pelo menos por aqui.

Agora as coisas são mais assim: ansiamos um jantar calminho, de preferência em casa com alguns amigos que podem ou não ter filhos mas, que caso de não terem, percebam a questão de gritos e birras durante o jantar, percebam as várias vezes que nos levantamos durante o jantar com o garfo espetado com um bocadinho de comida para dar ao bebé porque "é importante que ele experimente novos sabores", percebam que durante o jantar se esteja a ver o disney junior e que as conversas possam rapidamente passar de uma conversa adulta aos dentinhos, cocós duros e moles, e aos novos episódios da Dra Brinquedos, Casa do Mickey Mouse ou Big Blocks SingSong (a nova maravilha da M.).

 

Por isso, ontém assim que bateu as 00h, estavamos com os meus pais e a minha irmã mais nova, um casal de amigos e fizémos a festa que conseguiu durar qualquer coisa como uns estonteantes .... 30 minutos.

Por volta das 00h30 a M. já estava na cama a dormir, os avós já tinham ido embora e os casais já estavam quase quase a dormir... Ora, se isto não são as mudanças das idades, não sei o que são, dado que há apenas 2 anos estavamos todos em Londres a ver o fogo de artifício. A idade é de facto tramada, ou então o ter filhos é que muda os horários biológicos das pessoas.

 

Como com o passar de ano, se fazem resoluções, as minhas são sempre as mesmas (acho que no próximo ano como 24 passas, empilho cadeiras e ponho-me em cima delas, bebo 1 garrafa inteira de champanhe e ainda visto várias peças interiores azuis, assim não há forma de falhar), este ano não quebrei a tradição. Tenho alguma esperança que este ano seja O ano. 

 

Por isso, sejam felizes, amem-se e estimem-se. Respeitem-se e acima de tudo, não tomem nada como adquirido. Aprendam com os erros e com as pequenas coisas da vida e com as crianças. Não imaginam as coisas que esses pequenos seres nos podem ensinar.

 

Demos um real pontapé a 2013 e umas calorosas boas vindas a 2014.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

O que estou a vender no OLX

Skin