Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Há já uns anos que não ia a jantares de redes sociais e por redes sociais refiro-me maioritariamente ao twitter. Claro que seria impensável fazer um "jantar do facebook" Seria ocupar qualquer coisa como a Ponte Vasco da Gama, como quando foi aquele evento para testar o Fairy para lavar a loiça.

Como o twitter (sim, eu sei que há muitos adultos e jovens que ainda não percebem este passarinho azul) é um mundo ligeiramente mais pequeno que o facebook e lá podemos ser quem somos com mais clareza de raciocínio e mais à-vontade, e há umas semanas uma pessoa decidiu juntar um "pequeno" grupo de tweeters para ir jantar e conversar um bocado. Até aqui tudo bem... Eramos só alguns... O mais estranho começa aqui.

Ora, o twitter é o twitter e o facebook é o facebook. Pois que ela criou um evento no facebook para o dito jantar, de pessoas do twitter (confuso, eu sei) e cada um convidou quem quis. Quando olhámos já eramos mais de 30 pessoas. Claro que nisto dos jantares à última da hora há sempre desistentes. Penso que feitas as contas fomos 33, se não me falha a memória.

Mais uma vez, até aqui é tudo, mais ou menos normal. Como o twitter é muito abrangente tivemos pessoas que vieram do porto (e espantem-se agora) para vir a ODIVELAS (TXANNNANNNN!!!) comer não a marmelada (típica de odivelas) mas... FRANCESINHA!!! Pois.. Fazemos estas coisas pela companhia uns dos outros. Pessoas com quem trocamos muitos 140 caracteres vezes sem conta por dia e que às vezes parece que conhecemos à anos e, muitas vezes, nunca sequer as vimos pessoalmente.

O jantar correu muito bem. No meu caso, que já não vivia uma experiência deste tipo há algum (longo) tempo foi muito bom. Deu para espairecer e rever pessoas com quem já não tinha contacto por esta ou aquela razão.

O ponto alto de um jantar de redes sociais é o restaurante ter wifi e sermos tantos que conseguimos saturar a wirelless do restaurante e, às tantas, ninguém consegue fazer nada daquilo. Pior, dentro do restaurante a rede 3G é quase nula por isso fomos quase obrigados a falar uns com os outros.

 

Valeu pela companhia de mais de 30 pessoas e pela 1/2 francesinha, pelos "finos" e pelos tweets, pela hashtag #tweetfrancesinha25, pelo convivo e pelo gin pós-jantar (havia gin nos copos?)

 

Venham mais destes!