Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

19 Mar, 2017

Dia do (meu) pai

Confesso que o dia do pai é, para mim, todos os dias. Tenho a sorte de estar com o meu mais de 10h por dia, todos os dias. Sou o braço direito dele há 12 anos. Há 12 anos que o meu dia-a-dia é trabalhar com ele, ir com ele todos os dias no carro, aprender com ele, saber coisas de medicina que não são da minha área e arriscar-me a ouvir "você é só uma secretaria". A maioria das vezes já sei o que me vão dizer, sei por experiência, porque já aconteceu, já me foi explicado, já fui ler. Para os doentes dele, o meu pai é o deus nosso senhor. Para mim é o meu primeiro amor. Nunca fui (tal como ele) de expressar sentimentos. E este post deve ser o mais directa que já fui. Já marquei em mim a assinatura dele, porque pai só há um e o meu é o melhor do mundo. É o meu pilar, foi quem me levou ao altar e me ia puxando para trás porque eu ia muito depressa. Sabe aconcelhar. Sabe quando preciso de levar na cabeça. O meu pai é o melhor.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.