Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Mãe de dois, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

24 Set, 2014

18 anos!

    Faz esta "criança" hoje 18 anos! Impressionante. Lembro-me como se tivesse sido há umas horas a forma como os meus pais me disseram que ia ter mais uma irmã (já eramos 3), quando a minha mãe já estava grávida de 5 meses e não sabia. No inicío era um Bernardo e mais tarde passou a uma Catarina. Foi uma criança alegre e bem disposta, com o seu quê de rebeldia ("bate (...)
22 Set, 2014

Caminhada a Sintra

No sábado fomos fazer a famosa caminhada noturna a Sintra.   Andar pela serra, às escuras, ouvir histórias sobre aparições e fantasmas, durante 6km.... Epá, muita giro...  Ou então não. Andámos. de facto, durante quase 3h, pela serra fora, por entre as árvores e no meio da estrada, por sorte não choveu e estava um grande tempo (eu fiz aquilo tudo de manga curta) mas.... histórias sobre lendas e aparições que é bom foram muito poucas.  O jovem que organiza isto (...)
Ora bem, se o Natal é quando o homem quiser, o dia da mãe também é por aí, não? A questão é que o dia da mãe é MESMO todos os dias, i.e., a mãe está presente todos os dias na vida dos filhos porque a mãe faz comidas, trata das roupas, dos filhos, do pai, dela própria, da casa e por aí fora. Assim sendo no dia da mãe, a mãe ainda tem a sua própria mãe e a mãe do marido, o que perfaz 3 mães num dia.  Isto para dizer que ontem o dia foi passado entre as mães cá da (...)
Para mim páscoa é sinónimo de tempo passado em família. De descanso, tempo de qualidade, ver filmes enroladinhos no cobertor, cheiro a bolos acabados de cozer, cores dos aluminios dos ovos gigantes da páscoa, de conversas à mesa. E ontem foi assim. Almoço em casa da sogra e jantar nos pais. Mas depois de 3 dias em que não parámos um bocadinho, almoçámos na ericeira uma espécie de rodízio de marisco deslavado (dizem eles porque eu não gosto de marisco), um passeio pela (...)
Uma recente mãe, como eu, passou-me esta carta, com uma mensagem especial.  Depois de a ler fiquei (raispartam as hormonas, não é possível que ainda estejam descontroladas) com as lágrimas nos olhos porque me revejo em muitas coisas que aqui estão descritas.   Leiam e digam de vossa justiça.   (roubado daqui)     Querida Mãe: Eu já te vi por aí. Eu vi-te a gritar com (...)
10 Mar, 2014

Finalmente!

Está sol, apesar de frio, ao fim de quase uma semana sem dormir durante a noite graças à bela recordação que o meu marido me trouxe (ver aqui), finalmente consegui dormir 7 horas seguidinhas sem tossir e a M. também. O fim de semana foi muito bom. No sábado fomos passear à Ericeira com a tia Tanta e a Avó e mais um casal de bons amigos com mais uma M. e o seu cão. Fartámo-nos de (...)
Com quase toda a certeza já devem conhecer mas fica a dica, até porque já fiz óptimas compras neste tipo de sites e sou uma grande adepta.   http://www.showroomprive.pt/inscription.aspx?p=44b49532-cc8b-4a33-acb9-7020ddb9b304   e o clubefashion.com   O showroomprive tem a vantem de que tem sempre mais campanhas que o clubefashion mas demora muito a entregar a mercadoria. No entanto, vem sempre tudo direitinho.   Para quem tem filhos dê uma olhadela porque tem lá umas (...)
Pois é, já é domingo. Estes dias passam demasiado rápido. Principalmente dado que o eu marido voltou de viagem na 6ª feira e trouxe uma souvenir original. Uma gripe! Realmente, de todas as recordações que já me trouxeram, gripe nunca constou da lista. E veio tão mal que cada vez que tosse parece que lhe vai sair o pulmão. Por sua vez, a M. foi para o colégio na 6ª toda vestida de branco, dado que a temática era essa e elas iam mascarar os bebés e vestiram-na de vaquinha. (...)
Ontem a M., como é normal, acordou, bebeu o leite, o pai vestiu-a e levou-a à escola. Até aqui tudo normalíssimo. A avó foi buscá-la ao fim do dia e quando eu cheguei a casa da minha sogra para a ir buscar foi como se eu tivesse entrado numa cápsula do tempo e tivesse feito fast forward para 15 dias depois. Passo a explicar: Eu e o meu marido temos uma alcunha para a M. Há muito tempo que a apelidámos de Babinha. Nada de minhoquinha, nem fofinha, docinho, coisinha linda da mamã, (...)