Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

Entre Fraldas e Livros

Uma mãe recente, licenciada em alguma coisa (pouco) relevante que sentiu a necessidade de expressar preocupações que lhe importam e as aventuras que acontecem por aqui.

31
Mar14

evoluções

entrefraldaselivros

E quando chega a altura do fim-de-semana a M. anda doida. Não só porque não há escola (tem mesmo genes tramados), como porque pode dormir até mais tarde, pode brincar até se cansar e aprende coisas novas. 

Este fim-de-semana foi dia de ser altamente mimada pela "Vóvó" que se perdeu no Toys'r'us e lhe comprou isto 

 

 

Este ferrari de bebés faz 5 em 1, não é assim tão caro quanto isso e deixou-a maravilhada a empurrá-lo pela casa fora e a gritar "CÁÁÁÁÁ!"

A ideia com isto era fazê-la andar pelo próprio pé e evitar que ela ande só a gatinhar, como ela tão bem gosta de fazer mas, de vez em quando ela lá se cansava e sentava-se no chão, dava corda aos ténis e lá ia a gatinhar a alta velocidade.

Ainda lhe ofereceu um boneco que acho que quase todos nós tivemos quando eramos bebés, pelo menos eu tive e os meus irmãos também, o meu marido e os meus cunhados também, que é uma lagarta fofinha que dá luz (a versão actual tem um sensor que também dá música quando ela se mexe) que a M. ficou com uma expressão impagável quando acordou da sesta e a viu ao lado dela.

Ficou tão enfeitiçada pelo boneco que a nós só nos deu para rir com a expressão dela. Agora o tramado vai ser explicar que o Minhoco (sim, já tem nome) fica em casa e que o João António (falei-vos dele? Não? é este menino) é que vai para a escola. A ver vamos como a coisa corre.

 

25
Mar14

porque às vezes todas as mães têm dúvidas...

entrefraldaselivros

Uma recente mãe, como eu, passou-me esta carta, com uma mensagem especial. 

Depois de a ler fiquei (raispartam as hormonas, não é possível que ainda estejam descontroladas) com as lágrimas nos olhos porque me revejo em muitas coisas que aqui estão descritas.

 

Leiam e digam de vossa justiça.

 

(roubado daqui)

 

 

Querida Mãe:

Eu já te vi por aí.
Eu vi-te a gritar com os teus filhos em público, vi-te a ignorá-los no parque, vi-te a levá-los à escola antes de teres tomado banho, e de calças de pijama por baixo do casaco.
Eu vi-te a implorares aos teus filhos, vi-te a suborná-los, e a ameaça-los.
Eu vi-te a gritar feita louca com o teu marido, com a tua mãe, e com o agente de polícia no cruzamento da escola.

Eu já te vi a correr com os miúdos de um lado para o outro, a sujares-te no parque e a praguejares em voz alta depois de bateres com o joelho na esquina da cadeira.
Eu vi-te a partilhares um leite achocolatado com um maníaco de 4 anos. Vi-te a limpar o nariz dos teus filhos com os dedos e a limpa-los na parte de trás das calças de ganga. Vi-te a correr com o teu bebé de 2 anos pendurado na dobra do teu braço, para apanhares a bola que está a fugir para a estrada.

Eu já te vi a ranger os dentes enquanto o teu filho gritava contigo porque não queria ir à aula de piano, à natação, ou ao treino de futebol. Eu vi-te a fechar os olhos e a respirar fundo depois de entornarem um copo de leite inteiro em cima. Vi-te a chorar desesperada enquanto tentavas tirar lápis de cera da tua melhor mala.

Eu já te vi na sala de espera do hospital. Eu vi-te no balcão da farmácia. Vi-te com o teu olhar cansado e assustado.

Eu não sei se tinhas planeado ser mãe ou não.

Se soubeste desde sempre que querias pôr crianças neste mundo, cuidar deles, ou se a maternidade te apareceu de surpresa.

Não sei se correspondeu às tuas expetativas, ou se passaste os primeiros tempos como mãe aterrorizada porque tinhas imaginado que sentirias o “amor materno” doutra forma.

Não sei se tiveste dificuldade em engravidar, se perdeste algum bebé, ou se tiveste algum parto traumático.

Nem sequer sei, se concebeste o teu filho no teu ventre, ou se o acolheste na tua família.

Mas eu conheço-te.

Eu sei que não alcançaste tudo o que querias na vida. Sei que há coisas que nunca soubeste que querias até teres filhos.

Eu sei que, às vezes, pensas que não estás a dar o teu máximo e que podias fazer melhor.

Eu sei que olhas para os teus filhos e te revês neles.

Eu sei que às vezes apetece-te atirar um candeeiro ao teu filho adolescente, e atirar o de 3 anos pela janela.

Eu sei que há noites que, depois de deitar os miúdos, estás tão exausta que só te apetece enrolares-te na cama a chorar.

Eu sei que há dias tão difíceis que só queres que acabem depressa. Depois, na hora de ir para a cama os teus filhos abraçam-te e enchem-te de beijinhos, e dizem o quanto gostam de ti, e de repente querias que o dia durasse para sempre.

Mas nada dura para sempre.

Os dias terminam, e o dia a seguir é um novo desafio. Febres, desgostos amorosos, trabalhos da escola, novos amigos, novos animais de estimação e novas dúvidas. E todos os dias, fazes o que tens de fazer.

Vais trabalhar, ou ficas em casa pões o bebé no sling e ligas o aspirador. Ou vais até ao jardim passear com ele.

Largas tudo para moderar uma discussão sobre de quem é a vez de usar aquelas canetas especiais, para dar um beijinho ao óó da tua filha, ou para conversar sobre qual é a cor do batom que a mãe do Pinóquio usava.

Eu sei que fazes guerras de cocegas em castelos de lençóis, e que sabes de cor as histórias de, pelo menos, 8 livros ilustrados. Eu sei que danças de forma ridícula quando vocês estão sozinhos. E que inventam canções parvas sobre queijo, maus cheiros, ou ervilhas.

Eu sei que uma hora depois de deitares os teus filhos, largas o que estás a fazer e vais cortar as unhas do mais novo. Sei que paras de arrumar a cozinha, porque a tua filha te convidou para a festa de chá que está a fazer com as bonecas, e faz questão que lá estejas.

Eu sei o que custou tratares dos teus filhos quando tiveste aquela virose de 4 dias. Sei que comes os restos dos pratos deles, enquanto arrumas a cozinha.

Eu sei que não contavas com muitas destas coisas. Sei que não antecipaste amar alguém tão intensamente, ou andar tão cansada, ou ser a mãe em que te vieste a tornar.

Pensavas que tinhas tudo planeado. Ou então, estavas perdida e aterrorizada. Ias contratar a Nanny perfeita. Ou ias deixar de trabalhar e aprender tudo sobre crianças.

Sei que não és a mãe perfeita. Por mais que tentes, e por mais que te esforces. Tu nunca serás a mãe perfeita.

E isso, provavelmente, vai perseguir-te. Ou se calhar fizeste as pazes com isso. Ou talvez nem nunca tenha sido um problema.

Eu sei que acreditas que independentemente do que fizeres, poderias ter feito sempre mais.

A realidade é outra.

Não interessa o pouco que fizeste, no fim do dia os teus filhos vão sempre amar-te. Vão continuar a rir para ti, e acreditar que tens poderes mágicos que podes curar quaisquer coisas.

Independentemente do que acontecer no trabalho, na escola, ou num grupo de amigos, tu fazes, sempre, tudo o que está e não está ao teu alcance para garantir que no dia a seguir os teus filhos estarão tão felizes, saudáveis e espertos quanto é possível.

Há um velho ditado iídiche que diz: “Há um filho perfeito no mundo, e todas as mães o têm.”

Feliz ou infelizmente, não há pais perfeitos. Os teus filhos vão crescer determinados a ser diferentes de ti. Vão crescer com a certeza de que não vão pôr os seus filhos nas aulas de piano, de que vão ser mais brandos, ou mais rigorosos, ou ter mais filhos, ou ter menos, ou não ter nenhum.

Um dia os teus filhos vão estar a correr como loucos na igreja, a portar-se pessimamente no restaurante a fazer caretas para o lado, e alguém vai passar e elogiar a tua família.

 

Uma certeza podes ter: não és perfeita!

 

E isso é bom. Porque na realidade, nem os teus filhos são perfeitos. E ninguém no mundo se preocupa mais com eles do que tu, ninguém sabe porque é que eles estão a chorar senão tu, ninguém percebe as piadas deles melhor do que tu.

E já que ninguém é perfeito, tens de desempatar com 2 biliões de pessoas que estão em primeiro lugar “ex aequo” para concorrer à melhor mãe do mundo.

Parabéns melhor Mãe do Mundo. Tu não és perfeita. És mais que perfeita:

És tão boa mãe como o resto do mundo.

 

por Lea Grover em Becoming a super mommy
adaptado por Up To Lisbon Kids

24
Mar14

because I'm happy

entrefraldaselivros
Hoje o meu maior feito faz um ano e 4 meses. O tempo passa a voar e esta é a música actual preferida dela. Cada vez que a ouvr diz "happy"! 
E agora também aprendeu a dizer "andacá" com uma voz de quem está constipada {#emotions_dlg.blink}
A minha M. está cada vez mais esperta e evoluída e por isso está de parabéns. Se ela está "happy" eu também estou. 
Acho que tenho feito um bom trabalho ao longo do último ano :D
Bom dia para todos
19
Mar14

Dia do pai

entrefraldaselivros

Uma excelente iniciativa do colégio da M. hoje foi por as crianças a passar parte da manhã com os seus pais. O pai da M. foi lá passar umas horas e ver como é a M. no seu "habitat" diário e quais são as actividades que ela faz na escola - no entanto isso incluia dar o almoço, mudar fraldas, brincar, tomar conta, adormecer... Enfim, ser a mãe durante umas horas e ver/sentir quantas mãos e branços temos que ter de cada vez.

A M. só chegou à escola por volta das 11 da manhã e já estavam todos os pais com os seus rebentos. Eu achei a iniciativa tão fixe que fui lá espreitar com os meus olhos. Claro que quando lá cheguei fui saudada com um "Olá mamã, hoje só pode vir até à entrada, dar um beijinho à sua família e dizer até logo." Ainda espreitei a sala dela, onde só se viam homens feitos a tomar conta dos bebés, no meio de cadeiras de refeição, fraldas, toalhitas e bebés, o que me deu uma enorme vontade de rir. Satisfeita, vim-me embora.

Como a prenda que a M. deu ao pai foram umas t-shirts que diziam "menina do papá desde 2012" e "papá desde 2012", uma para ela e uma para o pai, a condizer, eles hoje foram assim vestidos e fizeram sucesso no meio de toda a gente na escola.

Claro que quando a fui buscar à tarde fui brindada com o relato de como correu a manhã e de como a M. e o pai se portaram bem e estiveram à altura que sei que estão.

Ela estava nas nuvens com a novidade de ter lá o pai. Como já se aguenta relativamente bem de pé, e não estava sozinha, punha-se de pé ao pé dele e dizia "pééééé!" para lhe chamar a atenção como ela tão bem sabe fazer.

Já vai mudar para a sala seguinta, dado que a sala dela já só tem crianças muito bebés e já não está a conseguir puxar o suficiente por ela, ela já precisa de mais estimulos (acho que nem a sala seguinte vai chegar pelo que ando a ver mas a ver vamos) e a mudança vai ser gradual - se já foi complicado que ela se habituasse às educadoras, agora mudar vai ser o drama.

 

E pronto, para além disso foi fazer o jantar para os pais cá de casa, o meu e o da M. que foram brindados com um fantástico chili de carne com arroz branco e delicia de chocolate (coisa pouca portanto ;)

 

E o vosso dia do pai, como foi? 

17
Mar14

tenis e sol e andar e coisas e pum e tsssss

entrefraldaselivros

A M. está a começar a querer andar (correr) e já quase ninguém a agarra e por isso já não são adequados (há muito tempo) aqueles sapatos com sola de tecido. Já há uns meses que ela usa uns ténis Skechers "como deve ser". No entanto tenho visto (basicamente tenho andado a namorar) tenis tipo Air Max da Nike mas acho que o preço é completamente descabido por uns ténis que vão servir durante tão pouco tempo. Por isso ando numa demanda incessante para tentar conseguir uns desse estilo mas mais em conta.

Foi aí que descobri a SportsDirect

No site há ténis de perder a cabeça, com preços muito simpáticos mas na loja a coisa já não é bem assim. Fomos uma noite desta semana, todos contentes, à loja do Dolce Vita, com alguns modelos em mente e chegamos lá e NADA! Nem um dos que tínhamos visto online. Fiquei desolada. 

Acabámos por trazer uns Adidas mas não era bem aquilo que eu tinha em mente.

Vou-vos mostrar:

 

Estes

 

Estes

 

Estes

 

Estes

 

Estes

 

Giros, não é? Pois, mas na loja não havia nada de Air max de jeito. Só para menino. 

Fica aqui a dica, tenis em conta, para as crianças, vale a pena testar esta loja. 

13
Mar14

O sol!

entrefraldaselivros

O sol dá-me sono... Ou aliás, o sol a bater no vidro dá-me uma soneira daquelas. Juro. Posso ter dormido um dia inteiro (coisa que só pode acontecer num universo paralelo) mas se apanhar um raio de sol durante mais de 5 minutos a bater num vidro pareço um gato, estou logo de óculos de sol a dormitar, com a cara virada a apanhar todo e qualquer raio que consiga. 

E isso lembra-me o verão. E o verão lembra-me que gosto de esplanadas e que adorava ter um espaço assim em minha casa (tenho na dos meus pais, que têm um jardim fantástico onde a M. adora estar no baloiço e onde, a partir do momento em que já não há vento, é a melhor esplanada da zona de Lisboa sem consumo obrigatório - mas não tenham ideias porque é privada e não digo onde é, ok?). E isso lembra-me de como gosto de ver sites de decoração e de divagar e ter ideias de como gostava de fazer se tivesse espaço.

 

E com isto, tenho alguma inveja das pessoas que têm o dito espaço e está sub aproveitado. E já estou a divagar.

Isto para dizwer que estas duas semanas têm estado uns dias magnifícos, a M. já foi ao parque infantil umas 3 vezes (tantas quantas consegui sair cedo do trabalho) e adorou. A questão do escorrega não ficou bem assente mas o baloiço (com um adulto) foi bastante engraçada e o andar no cavalinho foi o que ela mais gostou.

Mais uma vez, houve aqui uns dias nestas semanas que parece que foram uma eternidade porque ela aprendeu mais umas expressões (não faço ideia onde) com a minha irmã. Quando cheguei ao pé dela, diz-me com a maior das naturalidades e completamente nitido: "Anda cá". Fiquei de boca aberta. Claro que a tia Tanta, toda orgulhosa, ainda me mostrou os outros truques novos dela. 

"M., diz lá à mãe para estar quietinha" - "Páquiaqui!" - foi a resposta que a M. deu. 

Eu disse "Whattttt?"

Como ainda não chegava: "M. diz lá à mãe para esperar um bocadinho" - "Péáí".

E com essa convenceu-me. Num dia ela aprendeu 3 expressões novas. O "espera aí" não é muito difícil, o anda cá também não mas o pára quietinha?! ainda por cima em diminutivo?

 

E com estas expressões calei-me.

 

10
Mar14

Finalmente!

entrefraldaselivros

Está sol, apesar de frio, ao fim de quase uma semana sem dormir durante a noite graças à bela recordação que o meu marido me trouxe (ver aqui), finalmente consegui dormir 7 horas seguidinhas sem tossir e a M. também.

O fim de semana foi muito bom. No sábado fomos passear à Ericeira com a tia Tanta e a Avó e mais um casal de bons amigos com mais uma M. e o seu cão. Fartámo-nos de andar já que estacionámos o carro numa ponta e fomos até quase à Foz do Lizandro com as meninas e a empurrar carrinhos {#emotions_dlg.lol} (isto ainda doentes, cheias de tosse mas com o fantástico dia de verão que esteve, nada nos travou!).

No domingo foi a paga pelo passeio da véspera. Fiquei a limpar a casa e a passar a ferro que é aquela tarefa doméstica que mais odeio mas que quando começo mando toda abaixo.

 

Hoje já tive uma agradável surpresa.

Quando fui deixar a M. ao colégio, ela quis levar o "babé" com ela, tal como pediu ao pai na 6a feira. Tudo bem, como já disse, na 6a tinha levado e correu tudo muito bem e o "babé" fez um furor entre as crianças da sala dela.

O "babé" em questão é da Fisher Price, é um cão adequado para crianças dos 6 aos 36 meses e diverte-os durante alguns minutos. Podem ver aqui (passando a publicidade) e é extremamente interactivo. A bem dizer, o boneco é um fala-barato. Já apanhei uns belos sustos com ele durante a noite.

Ora, quando lá chegamos às 8 da manhã, a ida do cão não era negociável e ela agarrou-se a ele enquanto eu fiz a ginástica normal de segurar na mochila, no saco, nela e no cão, enfiar as chaves do carro no bolso em tempo recorde.

Toquei à campainha e assim que aparece a auxiliar, ela salta para os braços dela e diz "OLÁ!" com o cão na mão. 

Passo a explicar o meu espanto. TODOS os dias, assim que chego à escola, ela chora e tenta trepar por cima de mim, quase até chegar à cabeça, para não ir para a escola.

Ora, se o necessário é levar o cão para a escola, ou o gato, piriquito, ou um boneco por dia.... Começo a fazer o arsenal de bonecada, alinhados à porta de casa, possível de irem passear para conhecerem a escola dela e todos os dias ela leva um diferente. Assim, ela vai feliz, não chora, e eu fico muito mais descansada.

Vamos lá ver como ela vem ao fim do dia.

E vocês? Têm algum truque para os vossos filhos irem para a escola?

06
Mar14

viagens e recordações

entrefraldaselivros

Bom, vocês sabem quando vão de férias ou viagens e trazem recordações para os vossos amigos ou caras-metade? Tipo um postal, um iman, ou uma t-shirt?

Pois bem, o meu querido marido foi, na semana passada, a Londres e achou por bem ser original na prenda que me trouxe.

Achou que um iman da M&M's World não iria bastar para a sua estimada esposa, nãoooo nada disso! Decidiu trazer algo muito mais original! 

Conseguem adivinhar? 

 

 

 

 

POIS!!! 

Ele trouxe-me uma doença!!!

Mas não é uma qualquer. É uma daquelas que nos manda mesmo para a cama. Estou há dois dias com uma constipação-gripe-carraspana-que-não-passa-nem-à-lei-da-bala-nem-vai-lá-com-mezinhas que nem vos conto.

Neste momento acho que não tenho sensibilidade em zona nenhuma do pescoço para baixo.

Por isso, meus caros amigos, quando forem de viagem, por favor, tragam só coisinhas fofinhas. Nada de doenças. A malta gosta de estar sã, excepto se for na idade escolar mas mesmo assim, uma simples constipação chega não é preciso chegar a este extremo de estupidez como eu estou, está bem?

'gradecida =o)

 

 

03
Mar14

Já devem conhecer mas...

entrefraldaselivros

Com quase toda a certeza já devem conhecer mas fica a dica, até porque já fiz óptimas compras neste tipo de sites e sou uma grande adepta.

 

http://www.showroomprive.pt/inscription.aspx?p=44b49532-cc8b-4a33-acb9-7020ddb9b304

 

e o clubefashion.com

 

O showroomprive tem a vantem de que tem sempre mais campanhas que o clubefashion mas demora muito a entregar a mercadoria. No entanto, vem sempre tudo direitinho.

 

Para quem tem filhos dê uma olhadela porque tem lá umas peças de mobiliário da Minnie e das Princesas da Diesney (confesso que sou mais adepta da Minnie) muito giras e com preços muito em conta (eu estou muito tentada mas estou a tentar segurar-me).

 

02
Mar14

E o fim de semana foi dedicado à família

entrefraldaselivros

Pois é, já é domingo.

Estes dias passam demasiado rápido.

Principalmente dado que o eu marido voltou de viagem na 6ª feira e trouxe uma souvenir original. Uma gripe! Realmente, de todas as recordações que já me trouxeram, gripe nunca constou da lista. E veio tão mal que cada vez que tosse parece que lhe vai sair o pulmão. Por sua vez, a M. foi para o colégio na 6ª toda vestida de branco, dado que a temática era essa e elas iam mascarar os bebés e vestiram-na de vaquinha. Obviamente que o fato só durou até à hora da sesta mas valeu pelo esforço. Andou o resto da tarde e à noite mascarada de Ursa Teresa do Noddy e amanhã vai mascarada de outra coisa, para as fotografias da praxe {#emotions_dlg.clown}, o que quer dizer que se vai levantar mais cedo do que o normal porque sou eu que a vou levar.

Quanto ao fim de semana, foi passado todo em casa, com os dois doentes. A M. com tosse (que entretanto já melhorou) e o pai dela neste lindo estado, com tosse, febre, dores musculares e aquele humor típico de pessoa doente.

Já eu aproveitei para dar uso aos dotes culinários e por a roupa em ordem (tinha de fazer alguma coisa de produtivo, não era?)

E o vosso carnaval, como está a ser? Ainda se vão mascarar e andar por aí tipo doidos? Eu cá acho que só na 3ª feira é que vou passear, se o tempo ajudar e a malta cá por casa já estiver fina, com a M., caso contrário, o sofá parece-me uma excelente opção.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

O que estou a vender no OLX

Skin